Fiscais efetuam prisões e recolhem animais abatidos no Sul do Piauí

Em uma ação de combate à caça predatória no cerrado piauiense, a Secretaria estadual do Meio Ambiente e recursos hídricos (Semar) recolheu diversas armas de fogo, animais abatidos, dezenas de pássaros e, em consequência, seis pessoas foram autuadas e presas por crime ambiental. A fiscalização aconteceu nesta semana em municípios do Sul do Piauí e contou com uma equipe de auditores fiscais ambientais da Semar.

No total, foram 28 armas de fogo, 15 kg de animais abatidos e 38 pássaros da fauna silvestre nativa coletados pela Polícia Militar ambiental nos municípios de Baixa Grande do Ribeiro, Currais, Palmeira do Piauí, Ribeiro Gonçalves, Santa Filomena e Uruçuí.

Além da repressão à caça predatória, houve ações contra o desmatamento, queimadas irregulares em áreas florestais e produção de carvão vegetal sem autorização. A criação ilegal de animais silvestres e a poluição sonora também foram alvos da fiscalização dos auditores.

De acordo com a Secretaria estadual de Meio Ambiente, outras ações serão deflagradas no mês de dezembro para coibir crimes ambientais contra a fauna e a flora nativas no Piauí.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA